Café das 10

Desenvolvimento de Websites - Parte 4: A Programação

Publicado por Macro Makers em 2020-03-31 às 10:00

Desenvolvimento de Websites - Parte 4: A Programação

A programação tem impacto no desempenho do website?

Numa simples palavra: sim.

A programação de um website deve procurar um ponto de equilíbro e compromisso entre várias características essenciais:

  • funcional;
  • intuitivo;
  • rápido;
  • apelativo;
  • otimizado para motores de busca - SEO;
  • atualizável.

Tudo isto está relacionado e por isso cada detalhe deve ser tratado com a máxima atenção.

A funcionalidade com que um website é estruturado é para nós essencial, o ponto de partida para que o mesmo seja intuitivo para o visitante.
Na funcionalidade também incluimos a sua responsividade, ou seja, ser adaptável aos vários dispositivos e tamanhos de ecrã.
Se com o objetivo de o tornarmos apelativo apenas nos preocuparmos com grafismo e movimento poderemos perder funcionalidade, intuição e rapidez de carregamento. O inverso também não ajudará em nada o produto final.

Para se tornar apelativo, um website tem de ser:

  • funcional;
  • intuitivo;
  • rápido;
  • graficamente agradável;

e ter também:

  • conteúdo interessante;
  • orientação de marketing.

Paralelamente a tudo isto e invisível ao visitante, a programação deve ser desenvolvida respeitanto as mais recentes orientações de otimização para motores de busca (SEO), que em Portugal e de uma forma geral no resto da Europa e na América, é como quem diz otimização para o motor de busca Google. Pretendemos que o máximo de visitantes encontrem o website através dos resultados das suas pesquisas sem recurso a anúncios pagos, o chamado tráfego orgânico.

Glossário das principais tecnologias utilizadas na programação de websites:

  • CSS: Linguagem de estilização/formatação do website;
  • HTML: Linguagem de marcação utilizada na construção de websites, cujos ficheiros são interpretados pelos navegadores de Internet;
  • Javascript: Linguagem de programação client sided (atua do lado do navegador no computador do visitante), complementa o HTML permitindo por exemplo efeitos interativos;
  • MySQL: Sistema de gestão de bases de dados que utiliza a linguagem SQL como interface;
  • PHP: Linguagem de programação server sided (atua do lado do servidor), complementa o HTML gerando conteúdo dinâmico ligado a bases de dados. 

Não se esqueça, fique em casa ;)

cafedas10.pt