Café das 10

Exposição de Alto Risco à COVID-19 segundo a DGS

Publicado por Macro Makers em 2020-07-29 às 10:00

Exposição de Alto Risco à COVID-19 segundo a DGS

A Direção-Geral da Saúde publicou uma norma sobre o rastreio de contactos para a limitação da propagação da COVID-19, onde enumerou o que atualmente considera exposições de alto risco.

Quando existe uma exposição de alto risco à COVID-19, deverá existir isolamento profilático com vigilância ativa durante 14 dias (sujeita a contactos diários), desde a data da última exposição.

Durante esse período deve ser ser efetuada a automonitorização diária dos sintomas compatíveis com COVID-19, medição e registo da temperatura corporal duas vezes por dia, e permanecer contactável.

São consideradas exposições de alto risco:

  • Contacto frente a frente com um caso de COVID-19 a uma distância de menos de 2 metros e durante 15 minutos ou mais;
  • Contacto físico direto com um caso de COVID-19;
  • Contacto direto desprotegido com secreções contaminadas de um caso de COVID-19;
  • Contacto em ambiente fechado com um caso de COVID-19 (ex. coabitação, sala de aula, sala de reuniões, sala de espera) durante 15 minutos ou mais;
  • Viagem com caso de COVID-19:
    • Numa aeronave em que:
      • Esteja sentada até 2 lugares para qualquer direção em relação ao caso (2 lugares a toda a volta do caso);
      • Seja companheira de viagem;
      • Efetue prestação direta de cuidados ao caso;
      • Seja tripulante de bordo e sirva a secção do caso;
      • Se caso com sintomatologia grave ou com grande movimentação dentro da aeronave, todas as pessoas podem ser consideradas como contacto;
    • Num navio em que:
      • Seja companheiro de viagem;
      • Partilhe a mesma cabine;
      • Efetue prestação direta de cuidados;
      • Seja tripulante de bordo e sirva a cabine do caso;
      • Aplicam-se também as condições descritas nos pontos acima não referentes às viagens;
    • Em qualquer outro meio de transporte que:
      • Não tenha boa ventilação;
      • Não efetue paragens frequentes com abertura de portas;
      • Não tenha redução da lotação máxima;
  • Exposição associada a cuidados de saúde, com prestação direta, desprotegida, de cuidados a casos de COVID-19 (isto é, sem uso de EPI adequado à atividade assistencial respetiva, de acordo com a Norma 007/2020 ou a Orientação 019/2020, ou quando houver indícios de utilização/remoção incorreta);
  • Contacto desprotegido, em ambiente laboratorial ou locais de colheita, com produtos biológicos infetados com SARS-CoV-2.

Fontes

cafedas10.pt